sexta-feira, 27 de maio de 2011

União Estável Homoafetiva.

Pois é, o tema é antigo, a notícia é velha mas o meu comentário é meu e pronto.
Dia 05 de maio de 2011 o supremo reconheceu a união homoafetiva.
Na minha opinião, vitória do Estado, continuamos bem no caminho da separação do Estado e da Religião. O Estado na própria Constituição se diz laico, sem religião.
Me explica então a razão da religião querer tanto se meter onde não deve?
Atirem pedras em mim, não me importo, mas antes de atirar, se você for Cristão lembre que Cristo disse no templo, quando expulsava os comerciantes de dentro da casa de Deus: Cristo foi perguntado se os judeus não deveriam pagar os impostos a Caesar, deveriam se rebelar contra o Estado. Cristo então questiona: "De quem é o rosto nesta moeda?" - "Caesar!" - respondem. "Então dê a Caesar o que é de Caesar e a Deus o que é de Deus."
Cristo separou bem o Estado é o Estado, Religião é Religião. Tudo bem que vemos os mesmo comerciantes hoje montando Igrejas, dando boletos bancários para seus fiéis. Mas Cristo foi claro, o Estado não deve se meter nos assuntos Religiosos e virse-versa.
Quando foi que Cristo reafirmou isso: "Meu reino não é aqui, meu reino é o reino dos céus, eu sou o caminho e a salvação, aquele que crê em mim será salvo."
Se o reino dele não é aqui, se ele não veio para modificar as leis humanas, POR QUE seus pastores, aqueles que seguem suas palavras estão se incomodando tanto em querer mudá-las?
Bom, mas desviei muito do meu foco. Voltando a União Homoafetiva.
O Homossexual tem direitos, uma vez que ele é um cidadão. Seu parceiro idem. A opção de construir uma vida juntos foi de ambos. Se você não comunga do gosto deles problema seu, não nos cabe julgar, mas cabe proteger o cidadão. Antigamente após a morte de um dos parceiros as famílias costumavam tomar grande parte do patrimônio que os dois construiram em conjunto, e o homossexual que passou a vida trabalhando para ter uma vida estável se via quase sem nada.
Ao judiciário não cabe criar leis, nós interpretamos as leis existentes, interpretamos de acordo com os valores da sociedade. Não podemos fechar os olhos para os fatos que estão acontecendo a nossa volta e agir como se estivessmos nos anos 60, 70.
O mundo mudou, os casos concretos estão aí, pessoas, cidadãos de bens estavam tendo seus direitos lezados.
Quanto ao casamento? Se for na forma da lei, sou a favor sim. Quanto mais afastado de preceitos religiosos, mais justo o estado, pois julgará homens pelas leis dos homens. Quem deve julgar de acordo com as leis de Deus é o próprio Deus. Nem seus pastores, bispos, papas, padres, freis....ninguém pode julgar, DEUS não nos deu esse direito, pelo contrário ele nos TIROU, Cristo disse,"aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra". As leis dos antigos escritos mandava que os antigos Judeus julgassem adulteras e apedrejassem as condenadas, Cristo tirou esse poder. Ele julgará os bons e os maus no juízo final, se é assim. CALEM A BOCA E DEIXEM A VIDA DOS OUTROS EM PAZ. Cada um siga sua vida.
Fico feliz que o judiciário tem crescido no pensamento correto separando o estado da religião.

Aqui é Elrond Bruno dizendo: Quero ver um estado justo e pessoas sãs, a vida dos outros é dos outros e não sua, logo cuide da sua!

Agradecendo.

Bom, este post vem diferente dos outros, por não ter tom nem crítico, muito menos relfexivo.
É um post simples, meramente para que eu possa me comunicar com vocês leitores.
Esse post é unicamente para agradecer, agradecer a sua visita, agradecer seus comentários. Aos que se identificam, aos que não se identificam.
A você caro leitor / leitora, anonimos, obrigado!
Obrigado pelo incentivo, pelo carinho e apoio nas palavras e pelo velho tapinha nas costas que nos diz, siga em frente.
Esse é um blog despretencioso onde ponho meus pontos de vistas e por vezes chamo para que pensemos juntos. Fico feliz que essa proposta venha sendo atingida. Fico feliz que pessoas leiam e reflitam alguns momentos. Fico feliz que tenham gostado.

Agradeço as visistas, os comentários, os que seguem o blog, os que cairam de gaiatos, mas leram e gostaram.

Muito obrigado pelo incentivo, é um prazer escrever para quem quer ler.

Tentarei sempre manter um nível elevado dentro dos posts.

Bom dia, semana, mês, resto de ano a todos.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Jogos de Azar?

Hoje meu post é uma reflexão. Gostaria que se possível vocês me acompanhassem, ao longo dessa divagação.
Hoje eu estava passando em frente a uma casa lotérica e lá estava Mega Sena acumulada, R$37.000.000,00. Ainda não tinha tantas pessoas na fila, então pensei, vou fazer uma "fésinha".
No caminho de volta para o gabinete pensei, as chances de que eu ganhe é praticamente zero, são alguns reais que acabei de dar de graça para esse pessoal. E depois vem o irracional e fala, mas cara quase não é zero, e se tu ganha, 37 milhões é muita grana, se tu ganha metade já é muito.
Volto, sento na frente do computador e penso, racionalmente isso é rídiculo. Por que continuamos acreditando que podemos ganhar mesmo quando é impossível, no caso dos caça níqueis por exemplo, é impossível ganhar muito, é programado para tanto, você não ganha. Mas continuamos a por nossos centavos ali.
Jogos de Azar são proíbidos. Engraçado o nome, primeiro para ser de azar devem haver chances mínimas de que você se torne um ganhador por sorte, zero não é uma chance, ou melhor é uma chance de sermos bestas,  o resultado sempre será o mesmo, a banca rica e o burro pagando.
Mas isso importa para gente?
Não, o que importa é que SE eu ganhar vou ficar milhonário, vou fazer tudo o que eu sempre quis. Vou largar o emprego, vou fazer turismo sexual na europa, sei lá, vou viver. Cada um tem seu sonho e seus planos.
E se pegassemos o dinheiro que gastamos nesses jogos e juntássemos por 2 anos, será que NÓS também não seríamos ricos?
Já pensaram nisso?
Ao invés de gastarmos em besteiras colocar no velho porquinho, ou no novo (poupança)...e se fizéssemos isso?
E se guardassemos esse dinheiro?
E se começarmos a acreditar que nosso suor pode nos deixar ricos?
Senhores milagres existem, mas o maior milagre é a vida. Vamos vivê-la com dignidade, acreditemos em nós mesmo e lutemos. Podemos ser o que quisermos se trabalharmos.

Aqui é Elrond Bruno dizendo: Perdi a fé na humanidade, mas a "fésinha" é sempre boa para se fazer!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

ToDo hOmEm É iGuAl?

Uma das maiores máximas femininas: "Vocês homens são todos iguais!".
Somos?
Se somos iguais por que a máxima masculina que responde essa pergunta incomoda tanto: "Se todos os homens são iguais, então por que vocês escolhem tanto?"
Mulheres tem raiva porque homens a traíram, porque os homens as deixaram por outra, porque os homens isso, os homens aquilo.
Primeiro lugar, essa de sexo frágil não cola mais, as mulheres são por assim dizer, casca grossa. Sim, vocês lutaram por igualdades, batalharam para chegar onde os homens estavam, agora estão em pé de igualdade e o que vocês fazem? Se mostram dizendo que são frágeis e que os homens são fortes e maus.
Ou vocês são tão fortes quantos os homens e são iguais, ou são frágeis e não agüentam a pressão no mundo dos negócios.
Sabemos bem, nem os homens são todos iguais, muito menos as mulheres.
Se o fato do homem olhar quando uma mulher bonita passa incomoda e é unânime nos homens, passar pelas TPM's também não é nenhum mar de rosas. Nem para as mulheres e muito menos para os homens.
Não os homens não são todos iguais. existem milhares de tipos de homens, bem como existem milhares de tipos de mulheres.
A mulher tem que saber que ofende os homens quando coloca todos no mesmo buruçu, no mesmo nível e no mesmo saco.
Não, não sou igual a todos, somos individuais, com valores individuais, formas de abordagem unica. Cada homem é um homem. Cada indivíduo pensa de uma forma e resolve o mesmo problema de forma distinta.
Cada homem se preocupa com a mulher de forma distinta. Cada homem vê sua companheira de uma maneira, se todos nós somos iguais, então por que nem todos são poetas ou  românticos?
Quantos dos seus ex pararam no meio de um engarrafamento, olharam para o lado e comentaram: "Olha que por do sol lindo!"?
Não minhas caras leitores, não somos iguais, ainda nos dividimos nos clãs. Sim, ainda existem homens que acreditam na fidelidade e são românticos.
Não parem suas buscas porque os homens NÃO são IgUaIs!!!!!!!

Aqui é Elrond Bruno lembrando os inúmeros pôr do sol que já apressiou em cima da ponta de cabanga no meio de um engarrafamento.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Em busca da estabilidade!

Acho que vou produzir um novo filme, depois de "Em Busca da Felicidade", vou fazer o "Em Busca da Estabilidade".
O que eu quero dizer com isso?!
Parafraseando o Presidente anterior: "Nunca antes na história desse país..." houveram tantas contratações no setor público.
Está novamento havendo uma hipertrofia do setor público no ramo dos empregos. Hoje, em geral, se querem saber se você é bem sucessido perguntam em qual concurso você foi aprovado, ou em que orgão público você trabalha e se é concursado.
Antigamente quando se ingressava na carreira pública era em busca de estabilidade sim, mas também de sua vocação. O salário nem sempre foi tão chamativo, melhorou com o tempo. Entrava-se por querer fazer algo. Hoje, o que ocorre é um enorme grupo entrando em funções que não sabem o que eles fazem, para fazer serviços que eles desconhecem, pensando unicamente no salário. Entram muitas vezes com a idéia preconceituosa e arcaica de que ninguém faz nada no serviço público.
Quando começam a trabalhar sentem o peso da responsabilidade de um cargo público e acham ruim.
Porém o salário e a estabilidade continuam atrativos, o fato da segurança que o emprego privado não te dá. A certeza que passado o estágio probatório para te por para fora só se você der causa.
O que ocorre com isso? Concursos com médias cada vez mais altas, provas que medem cada vez menos conhecimentos, funcionários cada vez mais verdes e imaturos para os cargos, visto que nunca estudaram o que fazer no cargo, nem estudaram realemente aquilo que precisarão lá, os cadidatos de hoje estudam apenas como fazer provas e ser aprovado. Criamos um novo vestibular para os formados.
Cursisnhos cada vez mais eclodem pelas cidades com slogans que o levam a pensar que fazer a matrícula ali é o mesmo que assinar seu contrato com o poder público, que o cursinho vai te fazer passar. Algumas vezes faz, porque  te ajuda a ver como são as questões.
Sim não adianta você ser um mega Phd, isso não te ajuda a passar, você tem que fazer questões, porque não havaliam se você sabe ou é inteligente, havaliam se você sabe ver pegadinhas.
Qual será o próximo passo, chamar o Sérgio Malandro para redigir as provas?
O que iremos ler ao final da prova, um "RÁ! PEGADINHA DO MALANDRO!" ao invés de um "Boa Sorte!"?
A que ponto chegamos, os concursos se rebaixaram ao nível de não havaliar o bom profissional, de não se importar mais quem é melhor para o cargo. Eles hoje havaliam quem sabe fazer prova.
Será que a pessoa que marcou que a resposta certa era a "C" na prova cuja alternativa era "Mandado de Intimação" saberia digitar um Mandado de Intimação? Será que ela sabe que ela vai fazer esse concurso na justiça, ser aprovada e vai JUNTAR mandados aos autos, que ela vai procurar processo, que ela não vai ficar sentada na mesa marcando letras?
O serviço público ainda precisa de muito mais funcionários, concordo, mas precisa de novos tipos de prova. Digo mais, precisamos também incentivar a ida para o setor privado ou então começaremos a ter quebras por todo o setor pela escassez da mão de obra.

Deixando de lado as frases de filmes, aqui é Elrond Bruno dizendo: Se querem os melhores para os cargos, façam provas que analisem quem tem conhecimento sobre o assunto, mas se só querem saber quem é o melhor concurseiro, parabéns estão no caminho certo para uma grande gama de servidores mais perdidos que baratas tontas.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Bin Laden: Mais um mártir dado de graça pelos EUA!

Até quando? Até quando os EUA utilizarão sua dita inteligência para serem a nação mais BURRA e IGNORANTE do mundo?
Festa nas ruas, bandeiras termulando nos EUA. POR QUÊ? Será que a demência cheou ao ponto de não sabermos mais distinguir o que é assassinato a sangue frio e o que é justiça?
Para quem quer levar a democracia para o mundo, quer levar a liberdade aos povos oprimidos, por que então utilizar meios extremistas, radicais e por que não dizer DITATORIAIS?
Se eu defendo Bin Laden? LÓGICO QUE NÃO! Mas sou um jurista, e defendo a legalidade, ele deveria ter tido um julgamento numa corte internacional pelo seu SUPOSTO crime, deveriam ser analisadas as provas e delas ser colhida a verdade. Qual o problema EUA? Fatavam provas? Então por que não leva-lo para ser julgado?
Ao invés disso um garoto com dedo nervoso o mata, aparantemente em frente a sua família. Parabéns EUA, acabaram de criar um Mártir, agora ele acaba de sair do status de criminoso bandido que merecia punição, para o coitado que foi assassinado covardemente na frente de seus familiares pelos covardes ocidentais.
Hoje eu entendo a eterna busca por um super computador que pense, é para ver se pelo menos a máquina tem idéias melhores e mais conscientes.
Mas será que foi acidente, isso levanta agora o questionamento, e hoje não os deixarei com uma frase de filme e sim com uma pergunta, a pergunta de 1 trilhão de doláres.

Aqui é Elrond Bruno indagando: Será que essa morte assim não foi feita justamente para causar a revolta, sofrer ataques, assim como em Pearl Harbor, para que assim os EUA possam justificar a invasão a mais paises do Oriente Médio?

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Causos sobre namoros!

08 de Maio de 2011, foi um domingo, liguei para um amigo para passar o tempo, afinal estava indo buscar minha namorada, e tinha convicção que ia passar ao menos 5 minutos de molho esperando por ela, isso se desse sorte.
Então começamos a debater sobre algo que é geral no namoro, os limites impostos pelas namoradas, ou melhor dizendo debatendo que vivemos tentando descobrir QUAIS são os limites.
Que homem nunca passou por algo como: "O QUE VOCÊ PENSA QUE EU SOU?!", ou então: "NÃO SOU ESSAS ZINHAS QUE VOCÊ TÁ ACOSTUMADO NÃO, MAIS RESPEITO COM ESSA MÃO!". Então o cara fica ressabiado e começa a se comportar, a ser puro e casto, pronto, mais reclamação: "VOCÊ TÁ COM OUTRA, NÃO TÁ?! EU SEI DISSO!", ou, " ESTOU GORDA E FEIA, É POR ISSO QUE VOCÊ NÃO QUER MAIS SABER DE MIM, NÃO TENTA NADA, DIGA LOGO!".
Se o você vai é tarado, se não vai é muito mole. Deus que nos ajude a achar esse meio termo. Homem, apesar de mulher achar complicado é simples, não significa não, sim é sim. Mulher tem um dialeto onde "Não!" pode ser: Sim, Talvez e por fim Não mesmo; e o sim pode ser: óbvio, 'já que não tem outro jeito', sarcasmo e sim mesmo.

O homem tem que ser advinho para saber qual o ponto é que a mulher que que pare, quer que prossiga, quer que fica por ali. É complicado, se não faz não ama, fica de birra e é um mês para que você entenda o que é que tá se passando, PORQUE MULHER NUNCA É DIRETA EM DIZER QUAL O PROBLEMA. Se faz você raramente vai acertar o ponto que ela considerava nos valores morais personalíssimos dela onde é o aceitável, porque ela também não te avisa, ela quer que você saiba do nada ou descubra da pior forma, passando dos limites, ela brigando com você e morgando o clima por um bom tempo.
Vocês pensam que ser homem é fácil? Experimenta errar o limite na TPM. Vamos celebrar um acordo caros leitores, queridas leitoras, vamos ser honestos e diretos e evitar tanto stresse. Se você der sinais que o parceiro avance, não brigue se ele avançar. Se ele foi demais é porque você não foi clara. Sejamos diretos e sinceros.
E vamos admitir, mulher nenhuma gosta de homem muito bonzinho que chega a ser bunda mole. Mulher gosta de pegada, puxão firme, ser segura, beijo com personalidade, mão sábia (mão-boba uma ova, sabe quanto tempo de treino para a mão ficar desse jeito? A mão sabe onde ir e o que fazer e ainda chamam a coitada de boba).

E Coleas do sexo masculino vamos também deixar evitar atacar as moças como se não houvesse amanhã. Mesmo usando a mão-sábia podemos fazer com respeito, sem precisar ser vulgar. Evitemos a vulgaridade, ok? E mulheres uma boa maneira de mostrar até onde podemos ir é essa, vocês fazem as carícias onde gostariam de receber.
Simples não?
Para que complicar o que já não é fácil?
Para que um labirinto de emoções?
Sejamos diretos.

Aqui é Elrond Bruno dizendo: " Um verdadeiro homem não é aquele que conquista várias mulheres num dia. E sim a mesma mulher todos os dias."