segunda-feira, 13 de junho de 2011

Domando a Raiva!

Hoje o post é totalmente pessoal, não é contra ninguém, sem contra um ente público, nem contra nada disso.
A raiva que estou é de mim.
Nesse domingo no dia dos namorados eu sai para jantar com minha namorada e meu celular caiu no chão fora do carro.
Não percebi...só percebi bem mais tarde já saindo do restaurante...quando fui procurar, cadê o celular?
Cadê o flanelinha?
Pois é...por BURRICE perdi meu chip e o telefone de meio mundo de gente.
Dá raiva, muita raiva de mim. O flanelinha também é um desonesto, pois poderia ter ido no restaurante devolver, mas a burrice foi minha. A raiva é de mim, por ter sido burro.
O difícil é me segurar, segurar a raiva dentro de mim, soltar no local certo. Não explodir com quem não merece. O que fazer? Como contralar algo que beira o irracional? Desabafando talvez...será? Não sei, mas resolvi tentar desabafar minha indignação comigo mesmo!
Qual a relevância desse post para o mundo? Nenhuma, não faz ninguém refletir, não faz com que o mundo seja um lugar mais feliz. Mas me alivia um pouco desabafar mais uma vez minha frustração pelo erro.
Errar pode ser humano, mas isso não torna as coisas mais fáceis.

Aqui é Elrond Bruno buscando a harmonização do meu Yn e Yang.

2 comentários:

Rafael Sotero disse...

isso explica pq vc me ligou domingo, aeehoiuoea.

Manuela Soler disse...

Pense pelo lado positivo , caro colega! Agora vc vai prestar mais atenção nas aulas de José Barros e Luciana! rsrsrsrsrsrsrs...
Vão-se os anéis, ficam-se os dedos! Faz parte Bruno!