quinta-feira, 16 de junho de 2011

Fé errada!

Post polêmico? Pode apostar!
Já começa polêmica pelo título. Existe fé errada? Resposta: SIM!
Então será que defenderei aqui uma religião? Qual será a fé correta? católica? Evangélica? Episcopal? Espírita? Umbandista? Budista? Na ciência?

Não meus amigos não vim defender nenhuma dessas bandeiras, vim defender a fé mais correta, não importa a tua igreja, o que importa é a forma como você atua, como tua fé trabalha.

Não importa no que acredite, desde que siga os ensinamentos daquela doutrina que decidiste seguir. Se você é cristão, segue teus ensinamentos, se é budista, segue teus ensinamentos e assim sucessivamente. Sabe qual o ponto em comum nessas religiões?

Não? Nossa, então você nunca procurou observar o mínimo. Elas dizem que você tem que se concentrar nos SEUS problemas, nos SEUS defeitos para que eles possam ser sanados. Elas dizem que você deve trabalhar, você deve fazer seus caminhos, trilhá-los de forma que não se envergonhe dos teus atos.

Devemos ser honestos, justos e integros. Não encontramos isso no mercado de trabalho utimamente. Vemos apenas pessoas que invejam seus colegas, não que aspiram crescer, mas que invejam, que desejam derrubar a pessoa de onde ela está para que possa ter uma chance de pegar aquela posição.
Pessoas que se escondem em mantos de santos, se revestem de falsos moralismos para atacar na surdina. Usam a fé com um escudo e espada para galgar seus objetivos egoístas.

Essa é a fé errada, a fé de quem lê a liturgia, vai as missas, fala como se sacro fosse, mas não passa de um sepulcro caiado. Por trás desse revestimento sacro são pessoas mesquinhas que fazem tudo para conseguir aquilo que desejam. No fim acham que o ato de ir a missa e ler, ouvir as palavras irá salvá-las de todos os atos vis realizados.

Essa é a fé errada, a fé que não pratica o que é ensinado. A fé que acredita que posso ir de encontro a tudo que meu líder espiritual diz e depois leio algo e ouço alguma coisa e me salvo, isso não é fé é desculpa para ser demônio.

Essa fé que oculta suas verdadeiras intenções! Essa fé que derruba os justos e justifica atos descabidos, essa fé é a fé errada.

Aqui é Elrond Bruno dizendo que sou espírita e tenho a convicção de que muitos seres humanos passaram ainda séculos para conseguir alcançar qualquer grau de iluminação.

3 comentários:

Gustavo Radar disse...

eh... isso vai gerar um Fragmento mais tarde.
tah mais q coberto de razão, Bruno.

e já que vc num cita mais filmes, deixa eu citar um muito bom, que tem muito a ver com o q vc acabou de falar: " todos esses anos carregando-o e lendo-o todos os dias, me ocupei tanto em protege-lo que esqueci de viver usando o que aprendi com ele." - Denzel Washinton, em O livro de Eli. ^^


abraços irmão!!

Manuela Soler disse...

"As religiões são estradas diferentes convergindo para o mesmo ponto. O que importa tomarmos caminhos diferentes desde que alcancemos o mesmo objetivo?”

[Mahatma Gandhi]

Anônimo disse...

Aproveitando o gu. 'Religião divide o homem, acreditar em algo, nos une'
Pra mim tudo que tem a nossa mão no meio é possível de falha. Homens são assim. A única perfeição é na natureza, e eu não vejo nenhum 'papa' nela, é um mecanismo tão simples que funciona muito antes de existirmos. Toda religião em algum ponto pode ir de encontro, voce escolhe que te deixa mais confortavel. O que eu acho engraçado é que voce precisa ser algo, se voce nao é catolico voce é evangelico, se nao é cristão é satanista, se não é religioso nao acredita em deus. Somos tão limitados que dá dó. E o mais engraçado é que, nos criamos esses limites. O certo é voce fazer o que te deixa bem, sem ferir a felicidade de outro. Pra tudo na vida. Compreensão. Muito bom Bruno \o
Alê here.