terça-feira, 14 de junho de 2011

Onde estão as crianças?

Fui uns dias atrás, 05 de junho, a um espetáculo o "Putz Grill" de Oscar Filho, quem abriuo espetáculo foi Murilo Gun, um humorísta daqui, muito bom por sinal.

Lá o Murilo fez uma piada interessante mas que vale uma grande relfexão...Ele comentou que estava tudo trocado, aniversário de adulto tocando Balão Mágico e aniversário de criança tocando Funk.

A piada é boa? ótima, muito melhor falada do que escrita, mas é ótima, parabéns ao Murilo, mas nos leva a uma pergunta onde é que estão nossas crianças?

Enquanto ouvíamos músicas que nos esnianvam números, músicas que nos falavam de ser feliz, ser alegre, ser bom, hoje as crianças ouvem músicas com conotações sexuais. Hoje as crianças são expostas a um súbito crescimento intelectual. São levadas a ouvir coisas que não entendem, não sabem o que significa, mas repetem, dançam, fazem tudo igual...e começam a fazer coisas que na nossa época nem sonharíamos em tentar fazer.

Hoje as crianças querem ir ao shopping, fazer compras, comer na Burguer King, Mac Donalds, jogam video game, se trancar em casa. Quando saem é para o cube, as vezes obrigados pelos pais, vão contra a vontade...tocar guitarra se tem guitar hero? ¬¬

As crianças não vivem mais como crianças. A infância está sendo usurpada das crianças. Roubada e estão forçando a um crescimento irreal, sem amadurecimento, sem a o devido cresimento. Assim criamos gerações de pessoas sem estrutura e sem o devido amadurecimento psicológico.

Está nascendo uma geração de superindividados infelizes pois estão vinculando a felicidade a compra, quando a felicidade é muito maior e mais barata, é um sorriso, uma partida de amarelinha ou academia, que é grátis, não se gasta nada para fazer. Passa o anel, esconde-esconde, pegapegou, pegacongelou, pegacongelou americano, batatinha frita 1,2,3; estátua.

Onde estão as brincadeiras antigas? Agora é PSP, Nintendo DS, Tablet, Notebook, compras e mais compras.

Tá na hora de dá uma parada, pensarmos o caminho tomado pelos novos pais que negligenciam seus filhos por trabalhar muito e por isso tentam compensar com presentes. Chega de pensar em dinheiro, dinheiro e presentes, chegou a hora e saber que se você decidiu ter um filho só lhe resta dar atenção a ele. Aquela criança precisa do seu carinho, da sua atenção. Eduquem, o sangue nos diz muitas coisas, mas não é preponderante, a educação ajuda e muito. Está na hora de trazermos velhos valores novamente a tona. Está na hora de ensinar as crianças a brincar de dono da rua, queimado e afins.

Aqui é Elrond Bruno dizendo, minha infância foi feliz e por isso tenho ótimas lembranças e risadas saudosas daquela época.

Um comentário:

Manuela Soler disse...

É verdade Bruno!
E a negligência é braba principalmente quando se trata de televisão. Tem criança vendo novela e desenhos que definitivamente não condizem com a idade. Esses dias rolou no Facebook um vídeo que mostrava os 10 MANDAMENTOS DO HE-MAN! Vocês lembram que no final de cada desenho eles colocavam tipo uma "lição de moral" no final da história? Foi massa! Enfim, acho que ter filho deve dar trabalho e cansar a paciência às vezes, mas utilizar a babá globo ou qualquer tv a cabo como cano de escape, só vai dar em M...! Abraço!