quinta-feira, 22 de setembro de 2011

"Para não dizer que não falei de flores" MURCHAS!

"Caminhando e Cantando e seguindo a canção!"
Essa frase já representou tanto, já representou ideais, já representou uma juventude engajada e com uma cabeça mais politisada. Essa frase representa a luta de uma época, uma época onde pensar era sinônimo de subversão, onde opinião era somente a dos homens que estavam governando. Onde a ordem: "SENTIDO!"; representava também o sentimento do país.
Por que abordar assuntos "mortos", águas passadas?
Simples, porque ninguém o faz. Não se fala da ditadura, não se falam as bárbaries cometidas por BRASILEIROS, contra BRASILEIROS. Não se fala que se ainda estivessemos naquela época ao terminar de postar essa tempestade de idéias eu provavelmente estaria preso, e lá poderia sumir, tentariam fazer com que contasse dos meus comparsas, onde estariam. Não importava a inexistência dos mesmos.
"Por que falar disso? Deixa para lá garoto! A luta foi vencida, aproveita tua vida!" - Muitos pensam assim. A resposta para a perguntar é profunda.
Estudamos o capitalismo, estudamos o comunismo, estudamos a escravidão, estudamos como fomos sem vergonhas e um dos últimos, se não o último a abolir a escravidão, mas pergunta para seu filho o que foi que ele aprendeu na escola sobre a ditadura militar no Brasil.
Eu tive sorte, minha família foi marcada pelas mãos negras da ditadura, meu professor do 2º e 3º ano Da Mata, era excelente e nos deu a visão real de muitas coisas.
Mas quantos existem por aí? Por que a vergonha? Na hora de fazer todos riam, todos humilhavam e se achavam os melhores? Por que hoje o Brasil deve apagar o que fizeram? Esquecer?
Existem pessoas que acham que foi mentira, que isso não aconteceu, que é doidice, sandices, esses velhos são loucos!
Lógico que vão pensar assim, não falaram para eles, não aprenderam nada . Eles não sabem o que houve decadas atrás, e permanecerão na ignorância, pois muitos dos nomes que fizeram o mal ainda permanecem no poder como deputados e senadores...
Escondidos sob o manto do bom cidadão, ocultando as bárbaries que defendiam. Pessoas que hoje falam em liberdade de expressão e que censuraram até mesmo Sócrates e Platão. Para os que não sabem as matérias dos jornais não podiam sair sem aprovação, e mesmo que o jornal fosse 90% censurado o mesmo deveria sair, para que não aparentasse haver censura. E não poderia ter espaço em branco. Ao tentar publica Sócrates, Platão dentre outros pensadores GREGOS, os militares disseram que eram comunistas e censuraram, assim o jornal saiu publicando receitas de bolos variados, no meio das notícias.
Hoje os jovens que deveriam saber o que é política, para que serve e se tornar um cidadão, são alienados, ouvem músicas que não dizem nada, em nada aumentam sua perspectiva social. Por fim ainda dizem que odeiam política e em gereal votam nulo "Porque é tudo a mesma droga, se eu tivesse lá também roubava.".
Não foi isso pelo que meus pais, meus avós lutaram, não aceito esse Brasil. Hora de lutar, por que falar da ditadura? Porque tá na hora da juventude saber o que aconteceu ao seu país no passado. Não digo para que todos tenham as mesmas idéias. Todos tem direito de achar o que quiser, é por isso que nós lutamos, para que possamos dizer o que pensamos, para escolhermos os partidos que queremos, mas também termos homens decentes como representantes. Chega de mandar lixo para nos guiar. Precisamos conscientisar os nossos frutos. Precisamos acordar nosso futuro.

Aqui é Elrond Bruno: "Vem, vamos embora, esperar não é saber, quem sabe faz a hora, não espera acontecer."

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigado por resumindo-o tão bem. Acho que vou estar voltando aqui muitas vezes . Atenciosamente .