quarta-feira, 26 de outubro de 2011

ENSINAR X EDUCAR

Como o prometido, esse post é sobre minha visão, sobre tudo que aprendi, sobre a diferença entre EDUCAR e ENSINAR! Qual o papel dos pais? Qual o papel da escola?

Como eu já informei anteriormente, os pais do mundo moderno tem cada vez mais confundido conceitos. A idéia atual é, façamos o menino e jogamos no colégio e ele se responsabilizará por tudo. O Blog não tem limitação, quem quiser pode comentar e tentar me desmentir, mas lembre-se, uma coisa é o que você ACHA que está fazendo, outra coisa é o que seus atos falam de você.

Poucos pais hoje em dia se preocupam em educar o filho, em usar a palavra NÃO. Para quem não sabe a palavra NÃO é muito mais recheada de amor do que o SIM. O sim é a permissividade, é o qualquer coisa pode, o problema é que não pode, se você não ensina isso para seu filho o mundo vai ensiná-lo da pior maneira possível. Ele sofrerá, ele será execrado, ele será o chato, ele será excluído.

Os pais tem deixado para que a escola dê a seus filhos educação doméstica...as crianças vão aos colégios e respondeme aos professores, quebram coisas em sala, bagunção com tudo e o que os pais fazem? Aplaudem e riem. ERRADO! Isso não é aceitável em qualquer nível! Isso é Criminoso! Isso é fazer MAL aos seus filhos!

As crianças estão perdendo o respeito pelos mais velhos, não se respeita mais as gestantes, cadeirantes, idosos. Os pais ensinam aos filhos a sempre passar a frente de quem quer que seja, a ser um trator, derrubando tudo e todos sem dó!

Os pais não ensinam mais o respeito, ensinam o medo...fazem o filho ter medo para obedecer...isso é certo? Os pais não conversam mais com os filhos, chegam em casa e vão tomar banho, as vezes comer, ver tv e o filho que fique lá...Se por acaso tiver dúvidas, o pai joga pra mãe que joga pro pai, que no fim o garoto desiste e vai ao google.

As crianças estão aprendendo a ser sozinhas, estão crescendo sem orientação, tendo por orientação jogos virtuais e programas televisivos, bem como tudo o que se joga na internet.

Eu tenho crises de riso quando leio que alguns pais acham jogos violentos e querem tentar proibir o comércio deles no Brasil, que o JOGO é culpado, que a INTERNET é culpada, se o menino começar a ler a Bíblia até ela será culpada, a única coisa que nunca é culpada são os pais. Engraçado que são os ÚNICOS culpados...

Sempre joguei RPG, jogos de Tiro, vi filmes de ação, terror...e nunca tive vontade de pegar uma metralhadora e chegar no centro da cidade e matar todos...Por quê?
Porque eu sou um super ser humano imune....Porque eu sou um ser mega desenvolvido melhor que vocês amebas que se dizem pais...NÃO, esses porquês que falei antes são falácias, a razão é que tive acompanhamento, família, educação familiar. Aprendi a respeitar as pessoas que tem menos dinheiro ou que sejam mais humildes da mesma maneira que eu respeito um podre de rico. Aprendi que devemos respeitar os mais velhos, que cadeirantes tem preferências, que gestantes tem preferências.

Não aprendi isso no colégio. Foi em casa. O colégio não me educou, ele pode até ter auxiliado em pontos sutis, mas no colégio eles me ensinaram, matemática, ciências, história, geografia, desenho geométrico, português, Inglês...O colégio tem função de ensinar as matérias que precisamos saber, de nos ensinar como o mundo funciona, mas como nos portamos quem tem que nos educar são nossos pais. O colégio é feito para reforçar aquilo que já se diz em casa, entretanto hoje eles tem sido postos na condição de além de prover ensino deve prover a educação...que nunca será a mesma que os pais ofereceriam.

Temo pelo futuro, crianças sem noção de família, humanos frios e desequilibrados, não parece uma boa receita para um futuro próspero! 

Ainda há tempo, EDUQUE seu filho, ensine-o, seja rígido, não é amor, sim é fácil...o caminho fácil não via levá-los aonde vocês gostariam de estar.
Se acha que estou errado reflita um pouco, inicie uma análise mais detida e depois comente, estou tão louco assim? Será que essa visão está distante da realidade? Se não for seu filho olhe os amiguinhos dele, olhe os pais e me diga, quão próximo dos filhos os pais são hoje?


Aqui é Elrond Bruno implorando para que tenhamos consciência dos nossos atos enquanto ainda podemos fazer algo para mudá-los e salvar o futuro! 

Nenhum comentário: