terça-feira, 13 de março de 2012

Quanto vale o Ego?!

Pois é, postagem com algo que tem mexido comigo. Tenho visto uma situação onde está havendo atrito entre duas pessoas que se amam muito, que tem muito a perder e não há qualquer sinal de razão, apenas um grande conflito de Egos.
Uma luta onde não existem vencedores, só perdedores. Existe um embate sendo travado e aquele que mais se fere é um inocente que nem ao menos entende o que está havendo.
Engraçado a raça humana, damos tanto valor a coisas que daqui a alguns anos acharemos tolices ou nem lembraremos. Quem lembra porque foi deflagrada uma guerra? Se me disser que lembra é mentira, lembra da versão dos livros, que é a versão de quem conta.
Muitas vezes brigas homéricas são deflagradas por causa de um simples esbarrão, uma palavra mais áspera, um arranhão no nosso tão inflado Ego. Logo esquecemos o que pregamos, esquecemos de racionalizar e passamos a reagir, simplesmente reagir. Muitas vezes reagimos a nada, a um vento, um olhar, mesmo que o olhar nada significasse. E assim criamos rancor, mágoa, insegurança...e cultivamos isso, alimentamos isso. Por fim, chegamos ao dia que nos perguntam: "Por que toda essa raiva?"....o engraçado é que geralmente a resposta é: "Porque sim!" ou "Não sei, é  porque é!". Não lembramos a razão da raiva, mas cultivamos o sentimento mesmo assim.
As vezes situações difíceis tornam-se ainda mais difíceis por não visualizarmos o verdadeiro problema. Nos apegamos a conceitos irrisórios diante da grandeza do problema, muitas vezes, pode ser pelo problema que criamos ser menor do que o verdadeiro problema. Não percebemos que complicamos ainda mais a situação.
No meio do caminho acabamos ferindo e machucando inocentes. Pelo nosso Ego não baixamos a cabeça, dizemos estar certos, batemos o pé e não aceitamos nada, ficamos cegos resultando muitas vezes em resultados imutáveis. 
Agora eu pergunto, quanto vale o Ego? Vale a saúde de alguém que amamos? Vale afastar quem nós amamos? Qual o verdadeiro valor do Ego?  Para mim, não vale nada se excessivo!!!

Aqui é Elrond Bruno Pedindo reflexão!

Nenhum comentário: