sexta-feira, 30 de março de 2012

Sistema de Cotas!

Acho que já falei sobre isso aqui no Blog, mas falarei de novo. 
Por que falar de novo?
Porque ainda existe esse sistema! Simples....isso era para ser algo de caráter emergencial, pelo menos foi vendido assim para os eleitores. Não era algo definitivo. Não era algo que fosse ficar ad eternum, era era algo que ia ser momentâneo enquanto se melhoravam as escolas públicas.
Como tudo que é pra ser efêmero parece durar mais nesse país....vide CPMF, o sistema permanece, de uma maneira burra e descriminatória.
Por que sou contra dar cotas em universidades Públicas para Negros? Porque os negros são inteligentes, eles tem as mesmas, ou até mais capacidades que os brancos.
Por que sou contra esses sistema? Porque até dentro da Universidade pode vir a gerar problemas entre alunos, e um aluno estudioso que tirou uma grande nota por ser negro pode ouvir gracinhas como: "Eita, essas cotas são ótimas!". Ele sabe que foi uma direta para pessoa certa, mas não pode falar nada, pois não foi direcionado exatamente a ele.
Então os alunos de escola pública devem se ferrar até que se concerte o sistema educacional caduco deste país?
Não, eu não disse isso....eu disse ser contra ESTE sistema de cotas que aí está. Mas sou a favor do sistema de cotas remodelado. Como remodelado? Escolas Públicas precisam ser remodeladas, mas isso não atinge a cama mais abastada da sociedade, o que me indica que para que atinja ela precisa ser incomodada. Como?
A partir de hoje 30% dos alunos das escolas particulares do estado devem ser provenientes de escolas públicas e ter bolsa integral, bem como materiais doados pela instituição, bem como o fardamento escolar.
Por quanto tempo, até as escolas serem reformadas, professores serem contratados e a média de aprovação no vestibular dos alunos que ainda estão na escola pública ser semelhante a média das escolas pagas.
Incomodou? Lógico os colégios estão perdendo dinheiro....qual o próximo passo? Aperta o governo que isso tem que ser pra ontem.
Óbvio que isso tem que ter uma contra partida, para que o aluno permaneça neste programa ele deve passar sempre por média no fim do ano. Caso contrário ano que vem ele está fora e outro entra naquela vaga.
O que diabos eu quero fazendo isso? DAR EDUCAÇÃO. Enfiar um aluno sem base na faculdade é o mesmo que jogar o boi de piranha no rio. Joga o animal para ver se tem piranha, se não morrer manda o resto da boiada. 
Esta atitude chega a ser imoral, é submeter o jovem a um ambiente estressante sem que ele tenha tido um mínimo de suporte para não sucumbir.
Criar um desnível intelectual numa turma de ensino superior nunca é o melhor a ser feito. Acredito em nivelar para cima. Coloca esses alunos em cotas antes da faculdade. Garanta a vaga dele a faculdade mas por mérito do esforço dele. Dê a ele educação de qualidade. Isso é o obrigação do Estado. 
Só uma coisa que ninguém lembra, esse ente mágico, o Estado SOMOS NÓS! Então nobre Padre diretor de colégio, nobre Freira, Nobre Ex-Capitão, Nobres Diretores e Diretoras, vocês também tem obrigação de dar educação.
Acredito num sistema de cotas que faça a sociedade fazer pressão no estado para que o mesmo cumpra com suas obrigações e melhore o sistema Público de ensino.
Por que me importo tanto a educação? Simples é a unica forma de crescermos. Como cidade, estado, país, como ser humano.

Aqui é Elrond Bruno dizendo: Sem educação não tem salvação!

4 comentários:

Anônimo disse...

Essa tua ideia não é tão impossível não Oráculo.... hoje já tem algo parecido na área da saúde! O hospital ALFA de boa viagem, tem reservado um numero X de leitos para pacientes do SUS. Agora há o repasse da verba pública para o hospital, neh.
Ou seja, cotas sociais faz sentido hoje porque se oportuniza a vaga em uma boa instituição de ensino que, via de regra, era ocupada majoritariamente por uma classe mais favorecida que já tinha uma base boa no fundamental e médio.
Agora voltando a tua ideia inicial, isso tbm ia ser uma repercussão arretada na sociedade porque imagina se fica estabelecido que 30% das vagas em escolas particulares será destinado para alunos da rede pública? Não tô opinando a favor ou contra sabe, mas tô fazendo o papel do advogado do diabo, tá ligado: Você vai tá mexendo com a classe burguesinha do Recife! Imagina a repercussão dos pais e alunos do Santa Maria, Damas, São Luis entre outros, saberem que vão ter que compartilhar a sala de aula com um menino que mora na comunidade de santo amaro, por exemplo? Mas uma vez, eu não sou a favor ou contra essa ideia, até porque graças à Deus consigo respeitar as pessoas não pelo o que elas vestem ou pela quantidade de dinheiro que elas tem no bolso (convivi toda minha vida com a família do meu pai que tem grana e com o a família da minha mãe que tem dinheiro o suficiente apenas para viver no basicão, tá ligado), mas acredito que isso ia dar um rebuliço danado nesse povo daqui.
Acho mesmo que eles deviam repensar na qualidade do ensino público. Investir mesmo nos professores. Melhorar o salário porque daí vai ter gente boa querendo fazer concurso pra professor público. Reveja a capacidade e os métodos dos professores mais antigos também. Tem gente antiga que é acomodado, não tem fiscalização. Agora é claro, tem gente boa tanto no âmbito municipal quanto no estadual. Engraçado é que Dudu não tá preocupado com isso. Esse programa ridículo do "projeto Travessia" (acho que é assim que chamam) é RIDÍCULO. Os adultos fazem tipo um supletivo, a maioria não aprende nada, eu sei pq gente da minha família já fez, e no final das contas o governo tem a diminuição no índice de analfabetos e aumento dos concluintes de ensino médio. É pau!

Elrond_Bruno disse...

Assim, a intenção É incomodar essa burguesia, só assim o governo ia ser pressionado...A intenção não é fazer algo confortável, porque ninguém altera o que é confortável.
Como está tá muito bem...ninguém tem que mudar nada, o povo já se acomodou, ninguém tá perdendo dinheiro. Que por sinal acho que é o fim da picada, tudo é em torno do dinheiro, tudo gira em torno do dinheiro e o ser humano que se.....
Bom mas isso já é outro post.
Mas eu pensei sim no incomodo que isso irá causar e na loucura que será...só pra avisar, nesse "projeto" que eu fiz não há qualquer repasse, o nome disse é responsabilidade social e pronto!
hehehehehehe
Sem ganhar dinheiro não tem porque acomodar-se; Entende a perversidade do plano, nobre anônimo!

Anônimo disse...

Peraí que agora veio um monte de coisas na minha cabeça:

1º. Educação é obrigação da família e do Estado(art. 2º L.nº 9.394/96 e art. 205 da CF).

2º.O Estado não pode obrigar o ente privado a assumir uma responsabilidade que não é sua, mesmo considerando essa condição resolutiva que vc disse (até as escolas serem reformadas...).

3º. Responsabilidade social é um conceito louvável que algumas empresas adotam visando contribuir "voluntariamente" com a melhora e bem estar da sociedade. Então Bruno, é uma questão de consciência, humanidade dos empresários e não uma imposição do estado. Eu entendo assim.

Me corrija se eu estiver errado, mas pela nossa legislação hoje, sua ideia só prosperaria se houvesse uma contraprestação por parte do Estado em relação as escolas que aderissem ao seu "plano perverso" OUUUUU caso as escolas privadas fizessem isso por livre e espontânia vontade. E esta última hipótese realmente só vai acontecer se vc acreditar em fadas, duendes, papai noel e que Sandy é devassa! hahahahahahahaha

Elrond_Bruno disse...

Na realidade, poderia-se utilizar o conceito básico do Direito Administrativo onde o interesse coletivo está acima dos particulares. Que na minha opinião é a coisa mais abrangente e muitas vezes abusrda do Estado.
Se o interesse maior da nação é qualificação dos seus, então terem uma boa educação é o interesse do coletivo que precisa de mão de obra especiliazida. Ou seja, empurra-se Goela abaixo, não transferindo, e sim garantindo. Como as escolas públicas não estão comportando naquele momento, garante-se a educação que é direito acima até do que os direitos dos donos das escolas.
Lembre-se que também podemos usar a dignidade da pessoa humana. art. 5º, a cirança não tem a oportunidade não...é um DIREITO a educação. Seja como ela tenha que ser, esse direito deve ser mantido.
Apelando para esses tipos humanistas de preceitos você poderia forçar o que esses Donos de escolas não aceitariam...isso iria gerar demanda judicial...que se arrastaria por anos...o que seria mais rápido arrumar as escolas... Lembrando isso é UMA idéia, não A idéia.