segunda-feira, 16 de abril de 2012

Anencéfalos

É, pediram minha opinião sobre a decisão do Supremo!
Para mim? Correta.
O Estado é Laico...Não tem que se limitar por crenças religiosos. Saúde Pública é uma coisa, religião é outra.
A questão é não é obrigado. A decisão cabe a mãe. Quem decide é a mulher e não o hospital. Não cabe ao estado impedir algo que a ciência comprovou um sentido contrário.
O que eu quero dizer...é simples...Não me cabe julgar a religião, julgar a questão de crença. Cada mulher tem suas crenças...vocês devem decidir.



Agora...não é o resultado que me incomoda, é o meio....
Como assim, qualquer lugar do mundo essa questão é resolvida através do Legislativo. Estranho que união homoafetiva, casamento homossexual, aborto de anencéfalos seja decidido aqui pelo judiciário.

Ou seja, não sou contra o estado Dispersa-se da religião, pelo contrário, eu sou a favor! Até a Bíblia é a favor da separação. A Caesar o que é de Caesar e a Deus o que é de Deus.

O que eu quero? Simples, não sou contra continuar a gravidez, mas sou contra não dar a opção a mulher. Se você quer fazer um serviço faça de conscientizar as mulheres. Agora acho errado o que muitos pastores, padres de por contra a justiça o povo. A população, como se o Ministro decidir isso fosse execrável.
Errado, não é errado observar a saúde pública e o direito do indivíduo. Qual o fundamento para essa criminalização? É crença religiosa e ponto. Cientificamente muitas vezes é recomendável suspender a gravidez para salvar a mãe. Estou dizendo ser a favor do aborto? NÃO! Só estou dizendo que a decisão deve ser da mãe!
Não nos cabe julgar quem faz ou os motivos. Se eu iria querer que minha esposa um dia fizesse? Não sei, mas acho graça em quem condena...E você, o médico te diz que a probabilidade da mulher que você ama morrer se continuar a gestação é de 80%....e você vai decidir que Deus é quem escolhe e talvez condená-la a morte?
E você sabe o que uma mulher sofre por esperar 9 meses de um bebê SEM CÉREBRO, e não sem calota craniana com vi em um vídeo do youtube um pai falar que a filha era anencéfala pois tinha nascido sem calota craniana. Não...sem cérebro não é sem calota....sem calota pode viver.....agora sem cérebro VAI MORRER, não há outro destino.
Esperar nove meses, dar a luz e ver seu filho morrer.
Tem mulher que é firme e decide ter para doar os órgãos, mas tem mulher que isso é um martírio psicológico diário. Quem somos nós para obrigá-la a ter?
O que posso dizer é...sou a favor da decisão do Supremo, a mulher tem que saber o que acontecerá, ela é que escolhe. Eu não aceito que qualquer pessoa que não viva a situação daquela pessoa julgue...não podemos nos insurgir contra as pessoas que decidem fazer essas escolhas...
A unica obrigação da Igreja é educar...Não deve haver ingerência religiosa dentro de um Estado que se diz Laico, com é o Brasil.


Aqui é Elrond Bruno se posicionando em mais um assunto polêmico! 

Um comentário:

Anônimo disse...

Cara, são dicussões desse tipo que eu acho desnecessárias, porque são tão óbvias que, meu Deus do céu!!! Se não há vida sem cérebro, porque prolongar um sofrimento?

A grande sacada aí foi deixar que a mãe decida, sem ser imposto pelo médico. Ou seja, caso ela queira fazer o aborto, a mãe não estará cometendo um crime. Caso contrário, ela continua a gestação e a gente fica rezando pra que alguém da família dessa mulher encaminhe ela pra um tratamento psicológico porque, mais uma vez, eu não consigo conceber essa possibilidade. é muito martírio ou sei lá o que....

Ainda tem neguinho que abre a boca pra falar merda. Redes sociais são, na minha opinião, a coisa mais legal que inventaram na internet! O youtube tbm é legal mas as páginas que a gente compartilha opinioes dos colegas, faz com que a gente acabe entendendo mais intimamente a personalidade das pessoas. Eu fiquei surpreso com alguns comentários que li sobre essa decisão dos anencéfalos.Fiquei triste com alguns posicionamentos de algumas pessoas.

Imagina se a gente tivesse na época da ditadura??? Provavelmente os militares, "super conservadores", seriam contra a decisão do supremo. Ia ser tortura adoidaaado agora! =D

Viva a liberdade de expressão, apesar de ser decepcionante em algumas situações!