sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Quantas confusões cabem em uma decisão?

Hoje meu questionamento é simples, está no título, quantas confusões cabem em uma simples decisão?
A primeira coisa que vem a cabeça é: Qual é a desse louco? Que coisa mais babaca para escrever!
Concordo, é muito besta isso, mas é incrível como algumas decisões pequenas a prícipio tomam um vulto que impressiona. O caso recente é o binário do Parnamirim, tem uns defendendo, outros atacando com verdadeiro fervor, no meio uma prefeitura sem tanta liderança para tomar as rédeas e fazer algo concreto. Tudo isso porque alguém disse: "aprovado!", decisão besta que tem tomado um vulto imenso...
Exemplo antigo mas está sendo julgado, alguém perguntou, o que você acha de darmos dinheiro para deputados votarem conosco, um cidadão disse, gostei, pague! O STF já condenou um!
Quer ver outra decisão que causa tumulto? Diga não no altar... Pense nas implicações...
Pense no que significa cada decisão da sua vida, pense em como confusões podem ser evitadas com uma resposta mais simples, se pensassemos antes de decidir!
Esse post é simples, tem uma única intenção fazermos parar para pensar um pouco antes de decidir algo, pense nos desdobramentos das suas decisões, pense em quantas confusões podem surgir a partir do seu simples SIM, ou NÃO!


Aqui é Elrond Bruno dizendo, vamos pensar antes de responder algo!

Nenhum comentário: