quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Independência ou Morte??!!

Muito bem caros leitores, por ser essa a semana da independência resolvi escrever sobre esse fato tão importante na vida de todos os Brasileiros, visto sentirmos os efeitos deste evento em todos os gloriosos dias deste país!
SIM ESTOU SENDO SARCÁSTICO! Não pela independência que é importante SIM, mas por ela ser mais fajuta que real!


Que belo quadro, mais belo seria se isso tivesse acontecido assim...a única coisa igual a esse quadro é que o povo olhava sem entender o que acontecia, quando da independência do Brasil. Ao lado, escanteado, esquecido, como sempre.
Quando Dom Pedro proferiu o "grito do Ipiranga" o Brasil já estava mais perto da independência que tudo, Dom João a fim de não perder o território mandou que ele Pedro declarasse a independência antes que outro o fizesse. Assim, sem cavalos brancos ou gritos gloriosos, mas a beira da estrada em um burrico, sem vestes magníficas pois o Imperador D. Pedro estava com diarréia declarou-se um idependência que já havia sido nos dada por toda estrutura dada a nós pela coroa portuguesa quando esta firmou-se no Brasil fugida de Portugal.


O Brasil que apesar de declarada a independência ainda se submetia a coroa Portuguesa, tanto que D.Pedro I saiu daqui para Portugal para assumir seu trono lá.
Quando finalmente livres da monarquia passamos a ser independentes? Não, ficamos sujeitos a Inglaterra que detinha o poder a época. Por ignorância e mentalidade atrasada pois nunca haviamos deixado de ser colônia, passamos a nos sujeitar aos interesses ingleses, foram eles que ainda na época da monarquia brasileira decretaram a abolição, ou melhor obrigaram o Brasil a decretá-la. Se ao invés de uma colônia de extração tivessemos sido uma colônia para instalação de um novo lugar para viver.
Os poucos que estiveram aqui com essa intenção foram expulsos e fizeram de NY o que ela é.
Divisão de terra, capacitação do povo, instrumentalização do povo, tudo isso não nos é dado até hoje, e sabe  porquê? Por políticos ainda terem a visão retrograda de colonos, tenho que ter muita terra e ele nenhuma para ser melhor, não construimos uma nação, construimos nossas vidas, os ricos sonham em morar fora, elogiam o exterior ao invés de lutar e mudar para melhorar o que tem dentro. Se lá todos são ricos é porque eles DIVIDIRAM o dinheiro e não concentraram.
Anos passaram a Inglaterra não era mais a quem nos submetiamos, a Guerra tinha quebrado os Ingleses, mas como colônia que somos, queríamos nos submeter, essa mentalidade ainda é arraigada no povo, e lá estava o FMI para que nós pegássemos dinheiro e nos submetessemos aos seus ditames.
Não é que o Brasil seja provinciano, é que ele GOSTA DE SER. É tão ridículo ver ricos elogiando o exterior e quando chegam aqui são egoístas e hipócritas.
O Brasil só será igual ao exterior quando a mentalidade colonial morrer, não é tendo muita terra ou muito dinheiro ou muita casa que faremos o Brasil crescer, temos que parar de pensar UNICAMENTE em nós e pensar no TODO, quando o Brasil tiver MUITA EDUCAÇÃO, MUITA CAPACITAÇÃO, INDÍCES INSIGNIFICANTES de ANALFABETISMO, VALORIZAÇÃO DO TRABALHO NO CAMPO, DIVISÃO JUSTA DE TERRAS, VALORIZAÇÃO DO PATRIOTISMO, aí começaremos a ver mudanças.
Do jeito que está cada um por si Deus por quem tiver fé, é que não dá. Nunca seremos independentes. A independência deve ser completa do seu povo, o povo deve ser livre de aproveitadores, pilantras e vigaristas, isso só é possível com muito estudo e com conhecimento de seus direitos.
Temos boas leis, temos um bom povo, só falta que os bons políticos sobrepugem os maus e que promovam por fim a verdadeira independência brasileira.



Aqui é Elrond Bruno defendendo que se dê aulas de Direito Constitucional da 5ª série até a série antes do Vestibular e que a matéria seja alvo de questionamento no vestibular, vamos começar a formar cidadãos!

Nenhum comentário: