quarta-feira, 13 de março de 2013

O Caso do Pastor e da Presidência de um Comissão de Ética

Olá caro leitor,

Passo agora a dar minha opinião sobre um caso que tem repercutido muito. Não citarei nomes, pois sou averso a sofrer processos, mas falrei do caso e para aqueles que tiverem interesse é só procurar na internet que acharam detalhes.
Basicamente aconteceu recentemente no Brasil a eleição de um cidadão que é homofóbico e racista para a comissão de direitos humanos do congresso. Como se já não bastasse o absurdo dele estar na comissão ele ainda foi eleito presidente da mesma. O que dizer disso? Loucos!
Algumas das declarações dadas por ele são suficientes para prender um pai de família pelo crime inafiançável de racismo. Já era hora de se abrir o processo penal contra o mesmo, pois SIM, no caso em tela temos provas de homofobia e racismo explícitos.

terça-feira, 5 de março de 2013

Gari X Policial Militar

Estava ontem num shopping center (shopping mall) próximo a minha casa conversando com dois amigos, comemorando um deles estar empregado. Quando ele falando das experiências que passou no curso e comentou que quando estava no dia do Galo da Madrugada ao regressar junto com seu pelotão (ele se tornou Soldado da PM-PE) havia um gari varrendo o chão após a folia, olhou para eles riu e disse algo como: "É...Eu e você recolhendo o lixo!"
Uma frase deveras sábia, pegando de surpresa meu amigo pela simplicidade com que foi dita e pela descontração. No fim essa história gerou toda uma análise comparativa metafórica sobre o que ele disse de maneira até filosófica.
Começamos concordando pois enquanto o Gari recolhia os dejetos, o lixo físico os policiais ali recolhiam o lixo social, os dejetos da sociedade. 
Os Garis assim como os policiais só tem a obrigação de recolher o lixo, que deveria ser tratato e reciclado, mas nenhum dos dois tem como controlar essa parte, a única coisa que podem fazer é seu trabalho bem feito, e isso muitos fazem.
Recolhem o lixo da sociedade, mandam para onde é mandado, mas ao invés de mandarem para um centro de reciclagem são mandados para aterros e lixões, seja de dejetos, seja humano.

Bom essa foi nossa reflexão! O quão próximos podem ser essas duas profissões se observamos o que devem fazer. Não podemos condenar o gari por não reciclar uma PET, também não podemos condenar o PM por prender o bandido e por cadeias superlotadas. Ambos os casos o Poder Público é o responsável pelo passo seguinte!


Aqui é Elrond Bruno que Refletiu com Jay e Gu-Radar