sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Polêmica sobre as Biografias no Brasil!

Bom dia caro Leitor,

Hoje o Brasil se divide, se divide numa questão que parece ser mais importante que a fome, a corrupção e a moralidade na política. Se é ou não legal ter-se biografias escritas sem permissão do biografado.
Para mim parece ser nada mais que uma questão leviana e ridícula dentre dos verdadeiros problemas que passamos, mas parece que algumas pessoas que movem-se pelo dinheiro e não pelo direito da liberdade de expressão estão mais preocupados em falar dos outros e criticá-los...
Pois bem, se esse é o tema do momento devo externar minha humilde opinião!

Ao se ler a Constituição Federal brasileira de 1988 pode-se ler no artigo 5º dois incisos:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
(...)
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

Veja que o que se discute aqui não é LIBERDADE DE EXPRESSÃO, a discussão aqui não é sobre quem é ou não é o que... Obras de ficção, e tudo mais, isso não se discute, está resguardado no art.5º, IX, da CF/88, porém ao ler o art. 5º, X da CF/88 vemos que o direito de um ACABA onde começa o direito do outro.
Como posso acusar de Censor alguém que luta por seu direito?
É DIREITO DE TODO CIDADÃO A INVIOLABILIDADE DA INTIMIDADE. No Brasil se confunde Liberdade de Expressão com Invasão de privacidade.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Simplicidade!

Venho aqui hoje falar do simples, algo tão comum que chega a ser esquecido. Venho chamar-vos a viajar comigo por estas palavras, essas idéias, e ao fim, que vocês possam dizer o que pensam sobre isso.
No simples eu acho o mundo. Encontro os melhores dos melhores, tudo pelo simples. O simples afago de um mão, pode me revelar as verdadeiras intenções das pessoas. Um simples olhar pode me falar tudo o que mil palavras não poderia dizer. 
O prato mais simples, mais fácil de fazer pode me mostrar qual o melhor cozinheiro. O objeto mais simples pode salvar nossas vidas.
O mais simples dos sentimentos pode transformar o mundo.
Não venho me alongar ou falar demais, hoje vim ser simples, nada de complicar o que é simples, nada de por adjetivos complexos, ou passar horas pensando "E se"...
Hoje lembrei de como o simples é belo, um simples "OBRIGADO" pode mudar o humor das pessoas! Uma simples "COM LICENÇA" pode fazer com que tudo ocorrer diferente.
A simples escolha do amor em detrimento do ódio e do rancor pode salvar a vida das pessoas.
As coisas mais simples da vida, em geral são as que nos trazem a verdadeira felicidade.


Aqui é Elrond Bruno dizendo: As vezes é bom pararmos e contemplarmos o simples.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Eduardo se alia a Marina! PSB e REDE juntos!

Bom dia caro Leitor,

Começamos com a segunda feira fervilhando de emoções na política, uma segunda em que muitos viram nascer o sol. Alguns viram o sol nascer comemorando, outros viram o sol nascer tentando entender a situação que se desenhava, tentando reformular seus tabuleiros mentais, reposicionando peças e tentando recuperar o passo!


Quem conhece de política e entende ao menos um pouco da mesma sabe que dentro da política apenas deve residir uma certeza, nada é constante, nada é imutável e alianças estão sempre sendo feitas, refeitas e costuradas. Aprendi ainda novo que no meio político o que deve se confrontar são idéias e ideais, nunca os homens públicos.
Numa jogada de mestre, com peças bem articuladas e programação invejável Eduardo Campos fez o que muitos tentaram e vieram a falhar. Conseguiu uma aliança forte para sua candidatura mexeu com uma jogada em todo o equilíbrio do tabuleiro, agora seus adversários, ainda tentando entender o que, como e o porque, tem que recompor seus tabuleiros e reestruturas suas peças para tentar minimizar os "danos".