segunda-feira, 11 de novembro de 2013

O que é ser NoRmAl?

Olá caro leitor,


Com tê-lo aqui novamente! Para você que visita pela primeira vez, espero que retorne outras vezes. Tema de hoje, nada mais do que um velho tema, normalidade!
O que vem a ser normal? O que define a normalidade? Normal seria sinônimo de igual?
Essas indagações povoam a mente de filósofos e de diversas pessoas. Excelente discussão para mesa de bar. Horas debatendo e tomando uma.
Aqui não estou para esgotar o assunto, já tratei dele certa vez... Estou para por meu ponto de vista hoje. Em uma conversa com minha namorada ela dizia que o mundo busca a normalidade e fica seguindo blogueira. E ela pôs isso como sendo um contra senso.
Após um tempo conversando ela terminou entendendo um ponto de vista que lancei sobre o fato... Mas se a Blogueira é o ideal a ser alcançado, o normal não seria querer ser ela?!
Aquilo que é normal ou não varia de acordo com a concepção da sociedade na qual estamos inseridos. Por exemplo para um muçulmano é NORMAL ter mais de uma esposa. Para o mundo ocidental o normal é ter amantes... Digo... (piada para descontrair)... O conceito de fidelidade muçulmano não vê ter mais esposas como traição... Já o conceito ocidental vê que ter mais de uma mulher, seja qual for o molde é traição... Bigamia, inclusive, é crime em diversos países.
A normalidade é derivada de conceitos morais e construções ideológicas de cada sociedade.
Como o ser humano costuma buscar sempre uma interação e uma identidade social, ele busca sempre assemelhar-se a sociedade onde ele vive. Nos seus moldes e costumes.
Porém, o que é um comportamento normal, como classificar isso? Como chegar a um denominador de algo que tem por essência ser abstrato...
Quem nunca ouviu a frase... "Aquela pessoa é tão normal que é chata!"
O que isso quer dizer? Que todos temos momentos insanos? O que seria insanidade? Será que sair do padrão é tão insano assim? E seguir um padrão que por si é insano e leva a uma vida medíocre? Não seriam os gênios algo fora do normal?
Então por que buscamos tanto essa pseudo normalidade? 
Porque queremos ser aceitos... precisamos que a sociedade olhe para nós e diga que fazemos parte dela, precisamos de alguém o tempo todo nos dizendo o que fazer e que estamos no caminho certo.
Estranha alguns quando a pessoa simplesmente não precisa de alguém dizendo-lhe que está certo ou errado. Essa auto confiança, essa fuga dos padrões, quebra com paradigmas e faz com que haja um desconforto geral. Assim vos pergunto, o que é melhor, ser normal ou autêntico?
Agora vem a pergunta para um próximo post... O que é ser autêntico?

Aqui é Elrond Bruno começando a semana com reflexões sem qualquer influência em suas vidas. 

Nenhum comentário: