quinta-feira, 24 de julho de 2014

Até Breve, Ariano!

Dia 23 de julho de 2014, morre Ariano Suassuna, grande escritor, dramaturgo, defensor da Cultura Brasileira, Nordestina, Poeta, Autor, Contador de Causos.
Morre o homem, permanece sua obra e sua luta. Muitas vezes turrão e cabeça dura, radical em seus pensamentos e ideais, mas acima de tudo um Pernamburaibano da Gota Serena. Não está errado não, ele nasceu na Paraíba, mas seu amor por Pernambuco era inegável. Defensor de ambos estados.

foto obtida no site: http://www.factual.inf.br/noticias/ariano-suassuna-arte-como-missao
Torcedor do Sport Clube do Recife. Como tal inegável e reconhecido pelo clube e torcida.
Este texto poderia ter um tom triste, melodramático e de despedida, mas não é assim que comecei, não é assim que seguirei. Tive o prazer de assistir uma de suas aulas espetáculo, sem dúvidas era um algo a mais, ele dominava a plateia, contava de seus passeios suas viagens, acima de tudo, exaltava nossa cultura.
Lutador ferrenho dos nossos rítimos, nossas festas, nosso artesanato. Que seja globalizada a cultura, mas sem destruir a cultura de cada região.
Polêmico, Ácido, Provocador. Essa é a imagem que terei sempre deste grande homem. A imagem daquele que nas festas sentávamos perto só para ouvir seus causos e histórias.
Morreu o homem, mas seus feitos permanecerão e ajudam desde já na construção da ideologia cultural deste estado e deste país. Não me permitirei ficar triste, pois cada vez que assistir o Auto da Compadecida será como se estivesse vendo-o contar aqueles causos novamente.
Lembrarei de sua voz rouca e sua cadência ao contar os fatos e da habilidade de fazer a história crescer e se tornar algo em certo ponto épico.
Até breve Mestre Ariano, seus livros, poemas, suas lembranças não serão esquecidas. Viverás dentro de cada página lida e cada frase repetida. Nas reapresentações de tuas peças. Não serás esquecido.

Aqui é Bruno Loreto Guedes dizendo Obrigado Mestre!

Nenhum comentário: