quinta-feira, 7 de abril de 2016

Loucura, Maluquices, Insensatez.

Olá caro leitor,

       Bem, hoje estou mais filosófico que o normal. Do nada me vi pensando sobre o que chamamos de Loucura. Aqueles indivíduos que chamamos mentalmente instáveis, que possuem o que chamamos de doença mental.
        Minha primeira provocação é: "Será que ELES é que são os doentes?"
        O que nos dá a certeza que a doença não é o que nos faz viver assim, violando a natureza, aviltando uns aos outros... Será que o "normal" não seria viver por seus instintos?
        Segunda provocação: "O que é NORMAL?"
        Terceira provocação: "Quem pode julgar a "normalidade?"


        O quanto somos sãos? O quanto somos loucos? Quem é verdadeiramente são? Quem é verdadeiramente louco? Quais são os parâmetros?
            Vivemos uma sociedade de falsos moralistas e hipócritas, onde se tem uma falsa liberdade sexual e tudo é tolerado, desde que você tenha dinheiro o suficiente para bancar isso.
          Se você é rico, não é louco é excêntrico. Se você é pobre deve ser preso, pois não é louco, é vagabundo, bandido.
             O que é ser louco? Beber numa balada? Transar na primeira noite? Usar drogas? Roubar dinheiro público que deveria ajudar milhões de pessoas? Crer que meu país ainda tem jeito? Acreditar na humanidade?
             Talvez ser louco seja crer que o universo nasceu do útero de uma vaca, ou acreditar que trigo e vinho podem se tornar carne e sangue de um homem/divindade. Será que ser louco é crer que fomos visitados por Aliens e que os humanos são um fruto de experimentos deles? Ou talvez eles tenham guiado a civilização humana... O que é mais louco? Crer em algo ou não crer em nada? Quem é mais louco o crente ou o cético?
              Onde mora a sanidade no molde social ou dentro da loucura? O que é ser louco é viver a margem do que a sociedade pinta como são?
              Quem é mais louco, aquele que vive pelado ou o que se cobre por vergonha do seu corpo?
           O que para alguns é loucura, para outra sociedade pode ser um dever, uma obrigação social. Então... O que é loucura?
               Não seria loucura seguir padrões sem nem ao menos refleti-los? Não seria loucura não pensar por si? Não seria loucura adotar correntes filosóficas sem antes estudar seus pensadores? Não estaria a internet criando loucos por serem rasos em seus conhecimentos? Ou estaria a internet criando novos pensamentos pois por não se aprofundarem nas correntes as pessoas acabam evoluindo o pensamento principal para algo melhor ou mais atual?
          Onde reside a sanidade? Onde reside a loucura?

Aqui é Elrond Bruno dizendo: "Não pretendo responder a essas perguntas, mas fazê-los refletir sobre as mesmas. Sobre a loucura e a sanidade, essas residem no ser humano, pois, são conceitos criados por ele."

Nenhum comentário: