segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Sentimento de melancolia gerando um poema

Olá caro leitor!
Então hoje minha melancolia gerou esse poema, espero sinceramente que gostem.

Solidade

A porta abre
O silêncio reina
O coração sabe
A solidão domina

Nem riso ou choro
Nem beijo ou canto
Pois eles já foram
Só resta o pranto

Não por ser eterno
Não por já durar dias
Um pranto sincero
Como a anos já não tinhas

Dói essa saudade
Irracional, irreal, impossível
Fica essa vontade
De chegar logo lá como um míssel

Junto da saudade vem o vazio
O nada e o ninguém
Nenhum lábio macio
Nem abraço também

O tempo se arrasta
Essa solidão e essa saudade
Faz com essa palavra se faça
SOLIDADE


Autor: Bruno Loreto Guedes 20/02/2017

Nenhum comentário: